A extinta Vaca Marinha

A extinta Vaca Marinha

 

          A vaca marinha é uma espécie extinta de sirênio. Foi descoberta em 1741 pela expedição do navegador dinamarquês Vitus Behring, que naufragou no oceano pacifico norte. Estima-se que nessa época existiam cerca de 2000 exemplares.

 

          De acordo com os naturalistas, a vaca marinha é o maior sirênio já documentado pela ciência: media quase 8 metros de comprimento por 6 metros de largura e podia pesar até 4  toneladas. Único membro da ordem adaptado às águas frias, tinha a cabeça pequena em relação ao corpo e alimentava-se das algas marinha que crescem em águas rasas.

 

          A ocupação humana no século XVIII naquela região foi determinante para o desaparecimento do animal, caçado sem piedade.