Blog de Ademir Guerreiro

Ser Biólogo...

Ser Biólogo...

Biólogo não cheira, estimula os bulbos olfativos.
Biólogo não toca, recebe estímulos tácteis.
Biólogo não respira, quebra carboidratos.
Biólogo não tem depressão, tem disfunção no hipotálamo.
Biólogo não admira a natureza, analisa o ecossistema.
Biólogo não elogia, descreve processos.
Biólogo não tem reflexos, tem mensagens neurotransmitidas involuntariamente.
Biólogo não facilita discussões, catalisa substratos.
Biólogo não transa, copula.
Biólogo não admite algo sem resposta, diz que é hereditário.

VOCÊ GOSTA DE ANIMAIS ?

VOCÊ GOSTA DE ANIMAIS ?

MUITA GENTE SONHA EM TER EM CASA UM PAPAGAIO OU UM MACACO COMO BICHO DE ESTIMAÇÃO. MAS NÃO IMAGINA OS PREJUIZOS QUE ISSO PODE CAUSAR A NATUREZA.

 CERCA DE 12 MILHÕES DE ANIMAIS SILVESTRES SÃO RETIRADOS DAS MATAS BRASILEIRAS TODOS OS ANOS PARA SEREM VENDIDOS. (É A SEGUNDA MAIOR CAUSA DE DESTRUIÇÃO DA FAUNA DEPOIS DO DESMATAMENTO).

 DE CADA DEZ ANIMAIS CAPTURADOS, SOMENTE UM CHEGA AO DESTINO FINAL. ( NOVE MORREM NO CAMINHO, DEVIDO AS PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRANSPORTES).

O nosso cérebro é demais !!!

O nosso cérebro é demais !!!

Faça o TESTE: Leia o texto abaixo

De aorcdo com uma peqsiusa
de uma uinrvesriddae ignlsea,
não ipomtra em qaul odrem as
Lteras de uma plravaa etãso,
a úncia csioa iprotmatne é que
a piremria e útmlia Lteras etejasm
no lgaur crteo. O rseto pdoe ser
uma bçguana ttaol, que vcoê
anida pdoe ler sem pobrlmea.
Itso é poqrue nós não lmeos
cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa
cmoo um tdoo.
Sohw de bloa.

Fixe seus olhos no texto abaixo e deixe que a sua mente leia corretamente o que está escrito.

ÉTICA NA EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL

ÉTICA NA EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL

ARTIGO I Todas as pessoas que praticam a experimentação biológica devem tomar consciência de que o animal é dotado de sensibilidade, de memória e que sofre sem poder escapar à dor ;

ARTIGO II O pesquisador é, moralmente responsável por suas escolhas e por seus atos na experimentação animal;

ARTIGO III Procedimentos que envolvam animais devem prever e se desenvolver considerando-se sua relevância para a saúde humana ou animal, a aquisição de conhecimentos ou o bem da sociedade;

Declaração dos Direitos dos Animais

DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DOS ANIMAIS


VIVER E REPRODUZIR-SE pacificamente, cada um em seu habitat - terrestre, aéreo ou aquático - segundo os hábitos de sua espécie.


JAMAIS SER INCOMODADO em seu sono, descanso, solidão, silêncio, acasalamento ou diversão, por qualquer intromissão dos homens.


TER PRESERVADAS sempre as suas fontes naturais de sobrevivência - água, plantas e outros alimentos - além de ninhos, tocas, túneis, sombras, folhas, cascas e outros esconderijos, naturais ou construídos.

Divulgar conteúdo